Formato do Balanço Patrimonial: Melhores Práticas Contábeis com Exemplos (Detalhado!!!)

Formato do Balanço Patrimonial
iStock

Este post mostra o melhor formato a seguir ao preparar um balanço e basicamente como ler um.

Vamos mergulhar sem mais delongas…

Visão geral do formato do balanço patrimonial

O balanço patrimonial de uma empresa resume sua situação financeira. Dá uma conta de onde os fundos de uma empresa vêm e para onde vão os investimentos.

Como você já sabe, credores e acionistas são as duas fontes de capital para as empresas. A soma investida pelos acionistas é chamada de patrimônio, enquanto a soma emprestada dos credores é chamada de dívida. O passivo, por outro lado, refere-se à soma da dívida de uma empresa e outros compromissos financeiros.

E, na maioria das vezes, as empresas investem seu próprio dinheiro e dinheiro emprestado em ativos que as ajudam a ganhar dinheiro. Como resultado, as obrigações e o patrimônio de uma empresa devem ser iguais aos seus ativos. Isso fornece a equação fundamental para decifrar um balanço patrimonial e decidir sobre um formato;

Ativos = Passivos + Patrimônio

Mas então, antes de prosseguirmos em um formato, vamos dar uma olhada rápida no que é um balanço patrimonial.

Definição do Balanço Patrimonial

O balanço patrimonial, comumente conhecido como demonstração da posição financeira, é a terceira demonstração financeira de propósito geral do ciclo contábil. Ele mostra os ativos, passivos e patrimônio líquido de uma corporação em um momento específico. Você pode pensar nisso como um instantâneo da empresa naquele dia específico da história.

O balanço patrimonial, diferentemente da demonstração do resultado, não mostra as atividades ao longo do tempo. O balanço patrimonial é um instantâneo dos ativos, passivos e propriedade de uma empresa em um determinado dia. Como resultado, o balanço patrimonial é frequentemente considerado menos confiável ou informativo sobre a situação financeira atual de uma empresa do que a demonstração de lucros e perdas.

Por outro lado, as demonstrações de resultados anuais consideram o desempenho ao longo de um período de 12 meses, mas a demonstração da posição financeira considera apenas a situação financeira de um único dia.

O balanço patrimonial é uma versão de relatório da equação contábil, geralmente conhecida como equação do balanço patrimonial, na qual os ativos são iguais aos passivos + patrimônio líquido.

Ele mostra como os recursos do negócio (ativos) são financiados por dívida (passivo) ou investimentos de acionistas dessa forma (patrimônio líquido). A demonstração da posição financeira é usada por investidores e credores para determinar com que eficiência uma empresa pode utilizar seus recursos e com que eficácia pode financiá-los.

Formato do Balanço Patrimonial: Objetivos

A seguir estão os principais objetivos de um balanço patrimonial:

  • Compreender a situação financeira de uma empresa.
  • Percebendo o verdadeiro valor de suas posses.
  • Saber quanto dinheiro você deve e que tipo de dívida você tem.
  • Verificação da capacidade de uma empresa de pagar suas dívidas.
  • Compreender as tendências nas mudanças de ativos e passivos.
  • Reconhecer a lucratividade ou perda de uma empresa.
  • Saber como deduzir a depreciação de seus ativos.
  • Saber quanto dinheiro você tem em despesas pré-pagas e não pagas.

Formato do Balanço Patrimonial: Tipos

Antes que um formato seja definido, saiba que você precisa entender os dois tipos de balanço que existem, a saber;

  1. Balanço não classificado.
  2. Balanço classificado

Em outras palavras, é possível apresentar um formato de balanço patrimonial de duas formas:

#1. Balanço Patrimonial (Não Classificado)

No processo contábil, existem vários tipos de balanços.

Um balanço patrimonial não classificado exibe todos os ativos sem qualquer classificação. Da mesma forma, os passivos são exibidos sem serem classificados.

No entanto, por escrito, a liquidez e a durabilidade dos ativos são levadas em consideração ao máximo. Os passivos, por outro lado, são escritos com o curto e longo prazo em mente.

Simplificando, se os ativos forem escritos com liquidez em mente, os passivos de longo prazo virão após os passivos de curto prazo.

Fonte: IEduNote (Formato de Balanço Patrimonial Não Classificado)

#2. Balanço Patrimonial Classificado

Os ativos do balanço patrimonial são mostrados primeiro na forma de demonstração. Os ativos são classificados da seguinte forma:

  • Ativos correntes
  • Propriedade, planta e equipamento
  • Investimento
  • Ativos intangíveis (ativos que não são físicos)

Os passivos são classificados em passivo circulante, passivo de longo prazo e patrimônio líquido na fase posterior.

É evidente que o total de ativos deve corresponder ao total de passivos e patrimônio líquido se os ativos, passivos e patrimônio líquido forem registrados adequadamente.

Como resultado, a equação A = L + OE é estabelecida.

No processo contábil, existem vários tipos de balanços.

Um balanço patrimonial categorizado é aquele em que os ativos são categorizados como circulantes e fixos, passivos como curto e longo prazo e o patrimônio líquido é mostrado separadamente.

(Formato de Balanço Patrimonial Classificado)

Como você lê um balanço para uma empresa?

É necessário primeiro compreender a estrutura do balanço patrimonial para compreender plenamente o seu formato. O balanço patrimonial de uma empresa possui duas parcelas, conforme mostrado na equação:

  1. Ativos ou usos de fundos
  2. Passivos e patrimônio líquido, ou seja, fontes de fundos

A seção de ativos do balanço patrimonial indica o que uma empresa tem, enquanto o lado do passivo mostra o que ela deve. Os ativos e passivos são classificados como de longo prazo ou de curto prazo.

Os ativos e passivos de longo prazo permanecem com a empresa por mais de um ano. A vida útil dos ativos e passivos circulantes é geralmente inferior a um ano.

As fontes de recursos costumam ser o primeiro item do balanço patrimonial. Ele exibe todos os passivos atuais da empresa, seguidos por sua dívida de longo prazo e outros passivos de longo prazo.

A próxima linha no balanço patrimonial de uma empresa é o patrimônio líquido. É também um tipo de obrigação, mas é apresentada separadamente porque os acionistas, ao contrário dos credores, são os donos da empresa. Eles têm uma participação financeira mais forte na empresa do que os devedores. Isso aumenta o risco de seu investimento, ao mesmo tempo que lhes dá mais direitos de propriedade na empresa.

Todos os ativos da empresa estão listados no balanço patrimonial usos de fundos seção. Ele relata primeiro os ativos atuais, depois os ativos de longo prazo (ou fixos).

Balanço Patrimonial da XYZ LimitedAté 31st Dezembro de 2022
 FONTES DE FUNDOS (PASSIVO) Passivo circulante 
Dívida de curto prazo[xx]
Parcela atual da dívida de longo prazo[xx]
Contas a Pagar[xx]
Outros passivos circulantes[xx]
Total do Passivo Circulante[xxx]
Dívida LoTerm[xxx]
Outros passivos LoTerm[xxx]
Patrimônio líquido[xxx]
Total de passivos e patrimônio líquido[xxxx]
USOS DE FUNDOS (ATIVOS) 
Ativo Circulante 
Caixa e equivalentes de caixa[xx]
Estoque[xx]
Contas a receber[xx]
Outros Ativos Correntes[xx]
Total do ativo circulante[xxx]
 Imobilizado 
Planta, Máquinas e Equipamentos[xx]
Edifícios[xx]
Outros Ativos Fixos[xx[
Ativos Fixos Totais[xxx]
Menos: Depreciação Acumulada[xx]
Ativos Fixos Líquidos[xxx]
Total de ativos[xxxx]

#1. Passivos

O primeiro passo na análise do balanço patrimonial é descobrir o que uma empresa deve. Os passivos de uma empresa são todas as suas obrigações financeiras pendentes. A maioria dos passivos de longo prazo da empresa são dívidas contraídas há mais de cinco anos. Pode ser na forma de um empréstimo bancário ou de fundos obtidos através da venda de títulos (ou seja, debêntures).

Seguem os passivos circulantes:

Dívida de curto prazo e a parcela atual da dívida de longo prazo; ou seja, dinheiro emprestado por menos de um ano e a fração de empréstimos de longo prazo a serem pagos dentro de um ano.

Contas a pagar; refere-se ao saldo devedor a fornecedores de materiais fornecidos.

Passivos acumulados; são passivos que uma empresa deve por serviços que ainda não forneceu, mas pelos quais já foi compensado.

#2. O Patrimônio dos Acionistas

Ações e ações fornecem aos seus detentores uma participação na empresa. Os promotores da empresa fornecem o capital inicial. À medida que a empresa se expande, é necessário mais dinheiro.

Para angariar estes fundos, os promotores vendem algumas ações a investidores ou ao público em geral. Essas ações são vendidas por um preço superior ao original. O preço original é usado para calcular o valor patrimonial no balanço patrimonial de uma empresa. Isto é geralmente conhecido como o valor contábil do patrimônio líquido.

O prêmio também é registrado na coluna do patrimônio líquido do balanço. Outros aspectos essenciais da equidade incluem:

Lucros acumulados; o percentual do lucro líquido de uma empresa que não foi distribuído aos acionistas.

Reserva Capital; uma parte dos lucros retidos de uma empresa reservada para investimentos futuros em ativos fixos.

Reservas e Excedentes, ou seja, verbas reservadas para cobrir necessidades futuras

#3. Bens

Os ativos de uma empresa são sua força vital. Ao realizar uma análise de balanço, é aqui que você deve passar a maior parte do seu tempo. O ativo de uma empresa é qualquer coisa que ela possua, tangível ou intangível, que possa gerar receita no futuro.

As normas contábeis estipulam essa posse só pode ser classificada como um activo se o seu valor puder ser determinado com certeza e puder ser vendido separadamente.

As empresas possuem uma variedade de intangíveis que se qualificam como ativos, além de ativos tangíveis ou “tangíveis”, como terrenos e máquinas. Isso inclui patentes, direitos autorais e marcas registradas. Eles não podem ser tocados ou sentidos, mas podem gerar receita, ser avaliados de forma confiável e vendidos separadamente.

No balanço patrimonial, os ativos são classificados como “circulantes” ou “fixos”. Plantas e maquinários, assim como terrenos e prédios, são exemplos de ativos fixos. Com exceção da terra, todos os ativos fixos se depreciam em valor ao longo do tempo. Depreciação é o termo para essa diminuição no valor.

Anualmente, é contabilizado como despesa na demonstração do resultado. Basicamente, a diferença entre o preço de compra de um ativo imobilizado e a depreciação total cobrada até a data do balanço é o valor registrado no balanço.

Enquanto isso, a perda anual de valor dos ativos intangíveis é chamada de amortização. É considerado da mesma forma que a depreciação.

A seguir estão alguns dos ativos atuais:

  • dinheiro
  • Commercial papers, t-bills e certificados de depósito; exemplos de investimentos de curto prazo em instrumentos financeiros (CDs).
  • Estoque de produtos não vendidos, matérias-primas e itens inacabados
  • Contas a receber, ou o valor devido à empresa por itens vendidos a crédito, mas ainda não recebidos.

Não há depreciação em nenhum desses ativos.

Importância de um Balanço Patrimonial

A importância do balanço patrimonial de uma empresa não pode ser exagerada, pois sua análise expõe uma riqueza de informações sobre o desempenho geral da empresa. Você pode fazer as seguintes coisas observando os componentes de um balanço patrimonial:

  • Reconhecer a saúde financeira da organização.
  • Acompanhe seu progresso.
  • Analisar o desempenho financeiro e a condição de liquidez de uma empresa.
  • Descubra se uma empresa é financiada por lucros ou dívidas e qual a probabilidade de cumprir os prazos do projeto.

Limitações do balanço

Vários itens têm valor financeiro significativo e podem ser cruciais para os usuários das demonstrações financeiras tomarem decisões corretas, mas não são registrados no balanço patrimonial porque são difíceis de quantificar objetivamente. Exemplos de tais itens podem incluir a habilidade e o conhecimento de uma empresa de TI, uma base sólida de clientes e uma boa reputação.

Embora o valor justo atual de determinados ativos e passivos possa ser essencial para alguns tomadores de decisão, ele não é mostrado no balanço patrimonial porque os ativos e passivos são normalmente reportados pelos seus custos históricos.

Com base em julgamentos e estimativas, o valor de algumas rubricas é apresentado no balanço. A depreciação, por exemplo, normalmente é calculada com base na vida projetada dos ativos. Como resultado, o valor contábil reportado no balanço patrimonial também é uma estimativa. As contas a receber, por exemplo, são apresentadas pelo valor realizável líquido antecipado.

Como faço um?

Preparar o balanço de uma empresa é um trabalho que vem com muitas obrigações, porque há muitas coisas pendentes. É crucial que uma empresa saiba o que possui e o que deve para tomar as melhores decisões. Embora o formato do balanço seja fornecido no Anexo III da Lei das Sociedades de 2013, as seguintes etapas devem ser seguidas antes da preparação:

  • Descubra com que frequência você deve se preparar. O prazo de preparação é geralmente entre uma base trimestral ou anual.
  • Tenha uma boa idéia de seus ativos e passivos.
  • Calcule o patrimônio líquido dos acionistas da empresa.
  • Prepare-o declarando primeiro o patrimônio dos acionistas, depois os passivos e, finalmente, os ativos. Vale a pena notar que os ativos devem corresponder ao patrimônio e passivos dos acionistas.
  • Se você não tiver certeza sobre qualquer um dos componentes do balanço patrimonial, obtenha assistência de indivíduos preocupados.

Formato do Balanço Patrimonial

Existem duas maneiras de relatar esta declaração: formulário de conta e formulário de relatório. Os ativos são exibidos na coluna da esquerda do relatório, enquanto os passivos e o patrimônio são exibidos na coluna da direita. Considere isso em termos de débitos e créditos. À esquerda, você verá contas de débito e, à direita, verá contas de crédito.

Por outro lado, o formulário de relatório contém simplesmente uma coluna. Este é um formato de relatório mais comum que a maioria das empresas usa. O passivo e o patrimônio estão sempre presentes primeiro, seguidos pelos ativos.

Os ativos são divididos em ativos circulantes e de longo prazo em ambos os formatos. Novamente, ativos circulantes são aqueles que serão usados ​​no próximo ano, e ativos de longo prazo são aqueles que sobreviverão por mais de um ano.

Os passivos também são divididos em duas categorias: atuais e de longo prazo.

Vamos dar uma olhada em cada conta do balanço patrimonial e como ela é relatada.

Seção sobre ativos

Os ativos sempre vêm em primeiro lugar, assim como na equação contábil. A parte do ativo é dividida em duas ou três subcategorias e é ordenada do circulante ao não circulante. Essa estrutura permite que credores e investidores saibam em quais ativos a empresa está investindo, vendendo e mantendo. Também auxilia na análise de índices financeiros. O índice atual, por exemplo, ajuda a determinar o status de alavancagem de uma empresa com base em seus recursos e compromissos atuais.

A primeira subcategoria organiza os ativos circulantes por liquidez. Aqui está um resumo das contas mais populares nesta seção:

  • Atual
  • Contas a receber
  • dinheiro
  • Estoque
  • Despesas Pré-Pagas
  • Devido de Afiliados

Os ativos de longo prazo estão listados na segunda subcategoria. E como muitos ativos de longo prazo diminuem com o tempo, esta seção difere ligeiramente da anterior. Isso significa que os ativos são frequentemente declarados com uma soma deduzida da depreciação total acumulada. Nesta seção, você encontrará uma lista das contas de longo prazo mais frequentes:

  • A longo prazo
  • Equipamentos necessários
  • Melhorias no Arrendamento
  • Edifícios
  • Veículos
  • Recebíveis em Notas de Longo Prazo
Leia também: Balanço Patrimonial x Demonstração de Resultados: Exemplos, Diferenças e Relacionamento

Enquanto isso, investimentos, ativos intangíveis e/ou propriedades que não se enquadram nas duas primeiras categorias, geralmente há uma terceira subcategoria. Aqui estão alguns exemplos desses itens no balanço patrimonial:

  • Outros
  • Investimentos
  • Boa vontade
  • Marcas
  • Propriedade mineral

Todos os ativos, com exceção de alguns ativos intangíveis, aparecem no balanço pelo seu preço de compra, de acordo com o princípio do custo histórico. Em outras palavras, eles são avaliados no mesmo valor que a corporação pagou por eles no relatório. Isso geralmente resulta em uma disparidade entre o valor indicado do relatório e o verdadeiro valor justo de mercado dos recursos. Por exemplo, um prédio adquirido por $ 20,000 em 1975 pode agora valer $ 1,000,000, mas só será registrado por $ 20,000. Isso está de acordo com o conceito de balanço patrimonial, que especifica que o relatório deve refletir eventos reais em vez de números hipotéticos.

Seção sobre Passivos

Os passivos também são divididos em várias subcategorias. Na seção de passivos, geralmente há duas ou três subcategorias de passivos diferentes: dívida atual, de longo prazo e do proprietário.

A parte do passivo circulante é sempre relatada primeiro e abrange todas as dívidas e outros compromissos vencidos no período atual. Isso geralmente se refere a dívida comercial e empréstimos de curto prazo, mas também pode se referir à parcela de empréstimos de longo prazo que vence este ano. Começando com contas a pagar, as dívidas atuais são sempre exibidas por datas de vencimento. A seguir está uma lista dos passivos circulantes mais comuns, na ordem em que aparecem:

  • Passivo circulante
  • Contas a Pagar
  • Despesas Acumuladas
  • Receita não adquirida
  • Linhas de crédito
  • Parcela atual da dívida de longo prazo

A segunda coluna de passivos contém as obrigações vencidas em mais de um ano. A dívida de longo prazo é frequentemente agrupada em uma única listagem geral, embora também possa ser dividida em mais detalhes. Algumas instâncias são as seguintes:

  • Passivos de longo prazo
  • Hipoteca a Pagar
  • Notas pagáveis
  • Empréstimos a Pagar
Os proprietários frequentemente emprestam dinheiro para seus negócios em vez de fazer um empréstimo bancário padrão.

Também porque investidores e credores desejam distinguir esse tipo de dívida da dívida típica a pagar a terceiros, uma terceira coluna para dívida do proprietário é frequentemente adicionada. Isso simplesmente lista o valor devido aos proprietários ou diretores da empresa.

Seção sobre Patrimônio

A parte patrimonial, diferentemente das seções de ativos e passivos, varia de acordo com o tipo de negócio. As empresas, por exemplo, listam ações ordinárias, ações preferenciais, lucros retidos e ações em tesouraria em seus balanços. As sociedades unipessoais, por outro lado, listam o capital do proprietário, enquanto as parcerias listam o capital dos sócios.

O balanço patrimonial, como todos os demonstrativos financeiros, possui um cabeçalho que inclui o nome da empresa, o título do demonstrativo e o período de tempo do relatório. Por exemplo, a demonstração de resultados anual da Businessyield Consult incluiria o seguinte título:

  • Consulta de rendimento de negócios
  • Balanço
  • 26 de Setembro de 2021

Quais são as 4 seções de um balanço?

Ativos, passivos e patrimônio líquido compõem o balanço patrimonial de uma empresa. Ativos são itens valiosos que uma empresa possui e possui em sua posse, bem como itens que serão recebidos e podem ser medidos objetivamente.

Quais são os 2 tipos de balanço?

Um balanço patrimonial mostra os ativos, patrimônio e passivos de uma empresa ou indivíduo em um determinado momento. Existem dois tipos de balanços. Basicamente, eles incluem os formulários de relatório e conta. Balanços simples são comuns entre pessoas físicas e pequenas empresas.

Qual é o formato do balanço vertical?

Um balanço patrimonial vertical é aquele em que a estrutura de apresentação do balanço patrimonial é uma única coluna de números, com os itens de linha de ativos aparecendo primeiro, seguidos pelos itens de linha de passivo e os itens de linha de patrimônio líquido aparecendo por último. Enquanto isso, os itens de linha são fornecidos em ordem decrescente de liquidez em cada uma dessas categorias.

Quais são as 3 formas de balanço?

Os balanços classificados, de tamanho comum, comparativos e verticais são os mais prevalentes.

O que é Balanço Explicar?

Um balanço patrimonial é uma demonstração financeira que mostra os ativos, passivos e patrimônio líquido de uma corporação. Uma das três demonstrações financeiras fundamentais usadas para analisar uma corporação é o balanço patrimonial. Ele fornece um instantâneo da posição financeira de uma empresa (o que ela possui e deve) na data de publicação.

  1. Relação dívida/capital próprio: Explicação!!!, Fórmula, Cálculos, Exemplos
  2. Sistemas de contabilidade: definições e guia para os melhores softwares de contabilidade
  3. ATIVOS INTANGÍVEIS: O que são ativos intangíveis? (+ Exemplos de Contabilidade)
  4. Plano financeiro: etapas fáceis para fazer um plano financeiro sólido
0 ações:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar