Principais métricas: métricas essenciais que toda empresa deve ter

Métricas-chave
Fonte da imagem: Itential

Para que uma empresa atinja seus objetivos estratégicos, ela deve ser constantemente avaliada. Em outras palavras, os gerentes devem primeiro avaliar seus objetivos para criar uma métrica chave. No passado, várias empresas fizeram uso de técnicas específicas que se espalharam por vários setores e se tornaram padrões. Dito isto, encontrar os melhores resultados para medir as ações tomadas para atingir esses objetivos é crucial. Além disso, definir objetivos e metas para métricas de KPI integradas às decisões de negócios é uma etapa final. Neste artigo, discutiremos as métricas-chave essenciais nos negócios e exemplos de métricas-chave em finanças e marketing que devem ser avaliadas para aumentar o desempenho do seu negócio.

O que são métricas?

Métricas são valores e estatísticas que usamos para medir ou acompanhar o desempenho. Porque em uma empresa, usamos métricas para avaliar o desempenho de um departamento, unidade de produção, equipe de vendas ou site. Além disso, é simplesmente um sistema de medidas.

O que são as principais métricas?

Uma métrica chave é uma métrica importante. Também é conhecido como KPI (Key Performance Indicator). Uma métrica chave é uma estatística que fornece uma medida da saúde e desempenho geral de uma organização ou departamento. Além disso, as métricas-chave são as métricas essenciais necessárias para ver o progresso de uma organização.

A métrica chave varia de acordo com o setor. Desta forma, os diferentes setores de uma indústria têm diferentes métricas-chave, por exemplo:

  • Principais métricas financeiras.
  • Principais métricas do cliente.
  • Principais métricas operacionais.
  • Principais métricas de marketing.

 Importância das principais métricas 

  • Fornece objetivos e informações claras sobre o progresso em direção a uma meta final.
  • Rastreia e mede fatores como eficiência, qualidade e desempenho.
  • Fornece uma maneira de medir o desempenho ao longo do tempo.
  • Ajuda a tomar decisões mais informadas.

Existem cinco métricas-chave comumente usadas, que incluem crescimento de receita, margem de lucro líquido, margem de lucro, taxa de retenção de clientes e satisfação do cliente.

Exemplos de métricas-chave

As principais métricas servem como ponteiros para especificar uma meta. Existem exemplos de métricas-chave que incluem receita de vendas, margem de lucro líquido, margem bruta, taxas de conversão de leads, tráfego do site, taxa de retenção, aquisição de clientes, valor da vida útil do cliente, satisfação dos funcionários e progresso em relação às metas e prazos.

Métricas-chave de negócios 

Para que uma empresa atinja seus objetivos estratégicos, ela precisa de observação constante. Além disso, você pode configurar as principais métricas para acompanhar o progresso de um negócio. Métricas-chave de negócios são valores que ajudam a acompanhar o desempenho de um negócio. Além disso, é necessário acompanhar as principais métricas relevantes para atingir seus objetivos. No entanto, o rastreamento de métricas que não estão relacionadas ao seu negócio o atrasará sem causar nenhum impacto. Por isso é necessário conhecer as principais métricas do seu objetivo. Aqui mencionamos exemplos das principais métricas usadas nos negócios. 

Exemplos de métricas-chave de negócios 

#1. Receita das vendas 

É a quantidade de fluxo de caixa ou receita que vem das vendas de produtos e serviços. Além disso, é uma métrica essencial de negócios, pois mostra a lucratividade de um negócio. 

Além disso, essa métrica-chave ajuda a decidir onde investir, medir a lucratividade e determinar a avaliação. Você pode calcular a receita de vendas multiplicando o produto vendido pelo preço de venda.

#2. Margem de lucro líquido

A margem de lucro líquido calcula o valor do lucro gerado como uma porcentagem da receita. É expresso principalmente como uma porcentagem da margem de lucro líquido, também ilustra quanto de cada dólar em receita coletada por uma empresa se traduz em lucro. A margem de lucro líquido é uma métrica chave importante que indica a saúde financeira geral da empresa. Também ajuda os investidores a determinar se a administração de uma empresa está gerando lucro suficiente com sua venda.

#3. Margem Bruta

A margem bruta também pode ser calculada como o lucro obtido com a receita da empresa. É calculado pelas vendas da empresa menos o custo das mercadorias vendidas. Esse é um dos exemplos de métricas-chave que indicam a lucratividade de um negócio. Ajuda os investidores a entender a taxa de lucro da empresa

 #4. Receita Mensal Recorrente (MRR)

Um dos muitos exemplos de métricas-chave é a receita recorrente mensal (MRR). MRR é a receita total resultante do seu negócio de todas as assinaturas ativas em um determinado mês. Você pode usar o MRR para acessar a saúde financeira do negócio. Em seguida, você também pode calcular a receita recorrente mensal (MRR) multiplicando o número de assinantes em um plano mensal pela receita média por usuário (ARPU). Além disso, as assinaturas dos planos anuais também são calculadas dividindo o preço do plano anual por 12 e multiplicando o resultado pelo número de clientes no plano anual.

Principais métricas de um negócio

Os negócios usam as principais métricas para rastrear, monitorar e avaliar o sucesso ou fracasso de diferentes negócios. Além disso, as principais métricas de negócios são usadas principalmente para comunicar o progresso de uma organização em relação a certos objetivos de longo e curto prazo. Portanto, acompanhar os custos é o objetivo de usar essas métricas.

Além disso, o uso eficaz de métricas de negócios geralmente requer informações das principais partes interessadas sobre quais métricas são relevantes para suas linhas de negócios. Algumas organizações selecionam métricas de negócios em suas declarações de missão. As organizações simplesmente os inserem em seus fluxos de trabalho gerais.

Alguns exemplos de como diferentes setores de negócios usam métricas são os seguintes:

  • Os departamentos de marketing usam as principais métricas para rastrear o sucesso de campanhas e anúncios para medir a geração de clientes.
  • A equipe de vendas monitora o lead com indicadores de geração de leads e pontuação de leads. Eles também rastreiam novas oportunidades e a quantidade de potencial que uma empresa tem em vários estágios do pipeline.
  • Os departamentos financeiros usam as principais métricas para determinar seu lucro. Os investidores também usam métricas-chave para avaliar as finanças da empresa antes de investir.

Por que o uso de métricas-chave nos negócios é importante?

As principais métricas ajudam as empresas a atingir um determinado objetivo. Eles ajudam os proprietários e gerentes de empresas a tomar melhores decisões ao avaliar a eficácia das operações comerciais. Eles usam as principais métricas para atender aos interesses específicos das partes interessadas do negócio.

As métricas tornam os insights de negócios quantificáveis. Os gerentes de negócios podem usar esses insights para desenvolver e melhorar as estratégias de negócios.

No entanto, as métricas de negócios não significam nada sem o contexto associado a elas; as empresas veem as métricas através das lentes de benchmarks, práticas e objetivos existentes. Além disso, as empresas incluem métricas em uma estratégia para melhorar as práticas e objetivos de negócios e otimizar o desempenho.

Existem métricas-chave associadas a todas as partes de um negócio, incluindo vendas, marketing e finanças. A escolha de quais métricas acompanhar depende das necessidades, objetivos e setor de uma empresa. Certas métricas-chave se aplicam a todos os setores de uma empresa, como a margem de lucro líquido.

As métricas de negócios são importantes pelos seguintes motivos:

  • Ele fornece insights sobre o desempenho e os objetivos do negócio.
  • Dá aos funcionários uma compreensão do que é importante para o negócio e suas partes interessadas.
  • Ele mede o desempenho.
  • Ele destaca questões também relacionadas à estratégia e métodos de um negócio.
  • Ele fornece às partes interessadas informações sobre o desempenho de uma empresa ao longo do tempo.
  • Dá aos investidores uma compreensão das finanças de uma empresa.

Leia também: Como Calcular Tempo e Meio.

Quais são as principais métricas em marketing?

As métricas de marketing são o que os profissionais de marketing usam para monitorar, registrar e medir o progresso ao longo do tempo. As próprias métricas são variadas e podem mudar de plataforma para plataforma. Os profissionais de marketing precisam aprimorar seus objetivos e escolher as métricas que acompanharão seus sucessos e fracassos nas campanhas. As principais métricas de marketing fornecem uma imagem clara do progresso de suas campanhas. Embora existam muitas métricas de trabalho que você pode acompanhar, você precisa aprimorar o que importa para cada campanha. 

Exemplos de métricas-chave de marketing

Algumas das importantes métricas-chave utilizadas no setor de marketing têm suas definições.

#1. Custo por aquisição (CPA) 

O custo por aquisição é uma das principais métricas de marketing que mede o custo total de um cliente que conclui uma ação específica. O CPA mostra o custo de trazer um único cliente. A equipe de marketing calcula o CPA. Ele pode ser calculado dividindo o custo da campanha pela conversão. Por exemplo, quanto menos você gastar em um anúncio específico, melhor será o desempenho de sua campanha publicitária. O CPA mostra a eficácia da sua campanha publicitária. 

#2. Custo por lead (CPL)

O custo por lead (CPL) é a quantidade de dinheiro necessária para gerar um novo cliente para sua equipe de vendas a partir de uma campanha de marketing atual. Esses clientes em potencial viram um anúncio, clicaram nele e forneceram alguns de seus detalhes de contato em troca de um white paper ou mais informações sobre seu produto, mantendo assim seu pipeline de vendas completo. Além disso, a CPL informa às equipes de marketing se estão gastando a quantia apropriada em anúncios diferentes. Você pode calculá-lo dividindo o custo total de marketing pelo número de clientes gerados.

#3. Valor vitalício do cliente (CLV) 

O valor vitalício do cliente (CLV) é uma métrica importante que mede a receita total que uma empresa espera de um cliente regular enquanto essa pessoa ou conta permanecer como cliente.

Ao medir o CLV, é melhor observar a receita média total gerada por um cliente e o lucro médio total. Cada um fornece informações importantes sobre como os clientes interagem com sua empresa e se seu plano geral de marketing está funcionando conforme o esperado.

Para uma análise mais aprofundada, você pode dividir o CLV da sua empresa por quartil ou alguma outra segmentação de clientes. No entanto, isso pode fornecer mais informações sobre o que está funcionando bem com clientes de alto valor, para que você possa trabalhar para replicar esse sucesso em seu mercado. Você pode calcular o valor da vida útil do cliente multiplicando o tamanho médio da transação pelo número de transações e pelo período de retenção. O período de retenção de um cliente é a quantidade de cronograma para manter um cliente.

#4. Taxa de cliques (CTR) 

Na publicidade online, a taxa de cliques (CTR) é a porcentagem de indivíduos que visualizam uma página da Web e clicam em um anúncio específico que aparece nessa página. Essa métrica-chave mede o sucesso de um anúncio em atrair a atenção dos usuários. Por exemplo, quanto maior a taxa de cliques, maior o sucesso do anúncio em gerar interesse. Uma alta taxa de cliques pode ajudar o proprietário de um site a dar suporte ao site por meio de um anúncio. Ele pode ser calculado dividindo o total de impressões de anúncios medidos pelo total de cliques medidos multiplicado por 100.

#5. Taxa de rejeição 

Uma taxa de rejeição é a porcentagem de pessoas que acessam uma página do seu site e depois saem. Eles não clicam em mais nada ou visitam uma segunda página no site. Como a taxa de rejeição é a porcentagem de visitantes que visualizam apenas uma página em seu site, você pode calculá-la dividindo o número total de visitas de uma única página pelo número total de visitantes.

#6. Metas atingidas 

A Taxa de Conclusão da Meta é a contagem do número de visitantes que completaram todos os componentes de uma meta, dividido pelo número total de visitantes. Quando um lead ou cliente conclui todas as ações que acompanham uma meta, a meta está concluída.

#7. Taxa de Lead para Cliente

A taxa de conversão de lead em cliente, também conhecida como taxa de conversão de vendas ou taxa de conversão de lead, é a proporção de resultados de leads qualificados classificados por uma empresa que resulta em vendas reais. Além disso, a métrica é fundamental para avaliar o desempenho do funil de vendas de uma empresa. Você pode calculá-lo dividindo o número de leads qualificados gerados pelas vendas pelo número total de leads multiplicado por 100.

#8. Atribuição multitoque

A atribuição multitoque é uma métrica chave de marketing que determina o valor de cada ponto de contato com o cliente que leva a uma conversão. Porque o objetivo é descobrir quanta influência cada anúncio de marketing tem em uma venda. 

#9. Tempo engajado 

O público é uma grande prioridade para os editores. Tempos engajados mostram o quanto um público está ocupado para colher as recompensas que vêm de ler seu conteúdo com precisão. É a quantidade média de tempo que os visitantes gastam interagindo ativamente com seu conteúdo.

Existem duas maneiras principais pelas quais os links de entrada ajudam você a gerar mais tráfego. A primeira maneira é que os links de entrada melhoram seu ranking de SERPs (páginas de resultados de mecanismos de pesquisa). Em outras palavras, você está mais alto no ranking. Desta forma, você aumenta o tráfego que você gera para o seu site.

#11. Engajamento de mídia social

O engajamento de mídia social é uma medida de como as pessoas estão interagindo com suas contas e conteúdo de mídia social. O termo pode abranger uma ampla gama de ações em todas as plataformas sociais. Por exemplo, o engajamento pode incluir Curtidas e Favoritos. Comentários, DMs, respostas.

#12. Assinantes não engajados

Este relatório mostra uma lista de seus assinantes mais inativos. Mas os profissionais de marketing usam essas informações para segmentar determinadas listas ou assinantes para limpar de suas listas.

#13. Taxa de conversão do site

A taxa de conversão de um site é a porcentagem de visitantes do site que realizam a ação desejada em seu site. Essa ação os converte de visitantes em leads (ou clientes). portanto, a ação desejada pode ser baixar um e-book, inscrever-se para uma avaliação, concluir uma compra, inscrever-se em um curso, baixar um aplicativo móvel, reservar uma demonstração ou qualquer outra coisa.

#14. Proporção MQL para SQL

Leads qualificados de marketing, comumente conhecidos como MQLs, são indivíduos que indicaram que estão mais interessados ​​do que outros leads, mas não estão prontos para se comprometer totalmente. Leads qualificados para vendas (SQLs) são indivíduos qualificados para fazer uma venda. O MQL pode ser convertido em SQL e determina o número de leads que um profissional de marketing pode converter.

#15. Métricas internas

Métricas internas são abordagens adotadas e implementadas para medir a eficiência de um call center inbound ou outbound. Normalmente, um call center opera em um ambiente estressante, onde os gerentes precisam gerenciar várias coisas, incluindo que cada chamada seja atendida com eficiência e também garantindo um alto nível de atendimento e satisfação do cliente.

Principais métricas em finanças

Um KPI ou métrica financeira é um valor mensurável que indica os resultados e o desempenho financeiros de uma empresa e fornece informações sobre despesas, vendas, lucro e fluxo de caixa para otimizar e atingir as metas e objetivos financeiros da empresa.

Além disso, o setor financeiro precisa acompanhar, monitorar e analisar regularmente o desempenho de uma empresa para manter um status saudável e evitar gargalos monetários. Mas é por isso que as principais métricas financeiras têm impacto em um negócio e devem ser cuidadosamente observadas para garantir a sustentabilidade das finanças de uma empresa.

#1. Margem de lucro operacional

A margem de lucro operacional é a razão entre o lucro operacional e as vendas líquidas. Essas são uma das principais métricas em finanças que medem a lucratividade por dólar, após contabilizar os custos variáveis ​​de produção, mas não incluem juros ou despesas tributárias. Existem várias maneiras de calcular a proporção, mas normalmente, uma proporção mais alta é melhor. 

O EBIT refere-se ao Lucro Antes dos Juros e Impostos e pode ser calculado pela receita total menos o custo das mercadorias vendidas (CPV) e os custos normais de vendas, gerais e administrativos (SG&A).

#2. Índice de Despesas Operacionais

No setor imobiliário, o índice de despesas operacionais (OER) é uma medida do custo de operação de uma propriedade em comparação com a receita gerada pela propriedade. O Índice de Despesa Operacional também é uma das principais métricas em finanças. Ele é calculado dividindo as despesas operacionais de uma propriedade (menos a depreciação) por sua receita operacional bruta.

#3. Capital de giro

O capital de giro, também conhecido como capital de giro líquido (NWC), é a diferença entre o ativo circulante de uma empresa, como caixa, contas a receber (contas não pagas de clientes) e estoques de matérias-primas e produtos acabados, e seu passivo circulante, como como contas a pagar.

É calculado tomando o ativo circulante de uma empresa e deduzindo o passivo circulante. 

 #4. Relação atual

O índice atual é um índice de liquidez que mede a capacidade de uma empresa de pagar as obrigações de curto prazo ou as vencidas em um ano. O departamento financeiro também o utiliza como uma das principais métricas em finanças para calcular o índice de liquidez de uma empresa. Ele informa aos investidores e analistas como uma empresa pode maximizar os ativos atuais em seu balanço patrimonial para satisfazer sua dívida atual e outras contas a pagar. Além disso, você calcula o índice atual de sua empresa dividindo o passivo circulante pelo ativo circulante.

 #5. Proporção Rápida/Teste de Ácido

O índice ácido (ATR), também conhecido como índice rápido, mede a liquidez de uma empresa calculando quão bem os ativos circulantes podem cobrir os passivos circulantes.

Você pode aprender mais sobre a proporção de teste de ácido, clique aqui

#6. Proporção de Bagas

O índice de bagas é um índice financeiro que compara o lucro bruto de uma empresa com suas despesas operacionais. O índice é um indicador do lucro de uma empresa em um determinado período, porém um índice de 1 ou mais indica que o lucro de uma empresa está acima das despesas operacionais, enquanto um índice abaixo de 1 indica que uma empresa está perdendo dinheiro.

#7. Faturamento de contas a pagar

O índice de rotatividade de contas a pagar é uma medida de liquidez de curto prazo usada para quantificar a taxa em que uma empresa paga seus fornecedores. É também outra métrica importante em finanças.

#8. Rotatividade de contas a receber

O giro de contas a receber é o número de vezes por ano que uma empresa cobra sua média de contas a receber.

#9. Taxa de erro de pagamento do fornecedor

A Taxa de Erros de Pagamento de Fornecedores mede a diligência do Departamento de Contas a Pagar na emissão e pagamento de faturas de fornecedores (ou seja, dinheiro devido pela empresa a credores/fornecedores). Os erros podem incluir pagamentos em excesso, pagamentos insuficientes, pagamentos feitos à entidade errada, etc.

#10. Variação de orçamento

Essas métricas-chave descrevem situações em que os custos reais são maiores ou menores do que o custo normal. No entanto, uma variação negativa no orçamento indica um déficit orçamentário, que pode ocorrer porque as receitas são perdidas ou os custos são maiores do que o previsto.

#11. Retorno sobre os ativos (ROA)

O retorno sobre os ativos é uma métrica fundamental que a equipe financeira usa para indicar a lucratividade de uma empresa com seus ativos totais. O ROA pode ser usado pela administração, analistas e investidores para determinar se uma empresa usa seus ativos de forma eficiente para gerar lucro. Além disso, você pode calcular o ROA de uma empresa dividindo seu lucro líquido pelo total de ativos possuídos.

#12. Retorno sobre o Patrimônio Líquido (ROE)

O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) é uma medida de desempenho financeiro calculada pela divisão do lucro líquido pelo patrimônio líquido. Porque o patrimônio líquido é igual aos ativos de uma empresa menos sua dívida.

#13. Valor Econômico Adicionado (EVA)

O valor econômico agregado (EVA) é uma medida do desempenho financeiro de uma empresa com base na riqueza residual. Ele pode ser calculado subtraindo seu custo de capital de seu lucro operacional, ajustado para impostos em regime de caixa. EVA refere-se ao lucro econômico que tenta capturar o verdadeiro lucro econômico de uma empresa. Além disso, essa medida foi idealizada pela consultoria de gestão Stern Value Management.

#14. Satisfação do empregado

A satisfação dos funcionários mede se os funcionários estão felizes ou satisfeitos com seus empregos e ambiente de trabalho.


#15. Índice de número de folha de pagamento

O índice de funcionários da folha de pagamento é uma das principais métricas em finanças. Você também pode calculá-lo dividindo os cargos de RH em tempo integral pelo número total de funcionários. Você pode incluir freelancers, funcionários de meio período e contratados, por exemplo, para poder avaliar, da melhor maneira possível, como sua empresa está utilizando sua força de trabalho. Portanto, essa métrica mostra quantas pessoas se envolvem no procedimento de folha de pagamento.

Índice de folha de pagamento = headcount de RH / headcount total da empresa.

Conclusão

As principais métricas acompanham o desempenho de um negócio. Também é importante, pois descreve o progresso de um negócio.

Exemplos de métricas-chave de negócios incluem receita de vendas, lucro bruto, margem de lucro líquido e assim por diante. Além disso, existem métricas-chave em finanças para acompanhar o desempenho financeiro de uma empresa.

Estratégias de marketing eficazes também incluem números de rastreamento, análise de dados e medição de resultados. Além disso, o departamento de marketing usa diferentes métricas-chave para analisar sua campanha.

FAQ

o que são métricas?

Métricas são valores e estatísticas que usamos para medir ou acompanhar o desempenho.

Quais são os exemplos de métricas-chave usadas nos negócios?

Exemplos de métricas-chave incluem receita de vendas, margem de lucro líquido, margem bruta, taxas de conversão de leads, tráfego do site, taxa de retenção de aquisição de clientes e valor da vida útil do cliente.

O que é uma receita de venda?

É a quantidade de fluxo de caixa ou receita que vem após as vendas de produtos e serviços.

  1. RELATÓRIOS FINANCEIROS: Tudo o que você precisa saber com exemplos (+ Ferramentas rápidas e fáceis)
  2. Margem de lucro bruto: Fórmula e como calcular a margem de lucro bruto
  3. Relatórios Gerenciais: Diretrizes para Relatórios Gerenciais
  4. O QUE É UMA BOA MARGEM DE LUCRO: Boa Margem de Lucro para o seu negócio
  5. Vendas Saas: Guia definitivo para o processo e métricas de vendas Saas
  6. 6 razões para considerar o controle de tempo em seu negócio
  7. Como Calcular Tempo e Meio.
0 ações:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar
demitir
Saiba Mais

DEMISSÃO: Definição e Tipos

Índice Ocultar Definição de Demissões Demissões ExplicadasTipos De DemissõesDemissões TemporáriasDemissões IndefinidasDemissões Vs ReduçãoDefinição de ReduçãoDiferenças Chave entre…