Empréstimos de Microfinanças: Definição, Importância, História, Instituições (+ Detalhes do Empréstimo e Dicas)

definição de microfinanças
definição de microfinanças

Dentre todas as operações/serviços financeiros, a microfinança é um serviço que muito contribui para o desenvolvimento econômico de um país. As microfinanças começaram originalmente com o microcrédito, que é a prática de fornecer empréstimos extremamente pequenos para aqueles que não têm uma fonte estável de renda ou nenhum histórico de crédito. Além disso, apoia empreendedores que não têm respaldo financeiro para iniciar um pequeno negócio ou capitalizar uma ideia. As microfinanças incluem diversos serviços, como contas de poupança, contas correntes, transferências de fundos, microsseguros e microcréditos. Não termina aí. Se você quiser saber mais sobre microfinanças, continue lendo este artigo.

Definição de microfinanças

O microcrédito é um tipo de serviço financeiro prestado a indivíduos de baixa renda e pequenas empresas que não têm acesso a serviços bancários regulares. Também conhecido como Microcrédito, permite que as pessoas recebam uma boa quantidade de empréstimos para pequenas empresas com segurança e de acordo com as práticas éticas de empréstimo. Além disso, envolve o fornecimento de contas correntes e de poupança, microsseguro e sistemas de pagamento.

De acordo com o Wikipedia, Os serviços de microfinanças são projetados para atingir clientes excluídos, geralmente segmentos populacionais mais pobres, possivelmente marginalizados socialmente ou geograficamente mais isolados, e para ajudá-los a se tornarem autossuficientes.

A maioria das operações de microfinanciamento ocorre em países em desenvolvimento como Indonésia, Uganda e Sérvia. Para muitos deles, o microcrédito é uma forma de promover o desenvolvimento econômico, o emprego e o crescimento por meio do apoio a microempresários e pequenos negócios. Enquanto para outros países é uma forma de os pobres gerirem as suas finanças de forma mais eficaz e aproveitarem as oportunidades económicas, ao mesmo tempo que gerem os riscos associados. Em geral, o Banco Mundial estima que mais de 500 milhões de pessoas se beneficiaram de operações relacionadas a microfinanças.

ARTIGO RELACIONADO: Lista atualizada do Microfinance Bank 2022: (+ guia de como aplicar)

História das Microfinanças

O conceito de Microfinanças não começou apenas hoje. Isso remonta a meados de 1800, quando Lysander Spooner, um teórico, escrevia sobre os benefícios de pequenos créditos para empresários e agricultores como forma de tirar as pessoas da pobreza.

Além de Spooner, Friedrich Wilhelm fundou os primeiros bancos cooperativos de empréstimos para apoiar os agricultores na zona rural da Alemanha. Posteriormente, o primeiro microcrédito aconteceu no Irish Loan Fund System. Foi introduzido por Jonathan Swift, que buscou maneiras de tornar a vida melhor para os cidadãos irlandeses. A primeira organização a começar a moldar a indústria moderna de microfinanciamento foi o Grameen Bank, fundado por Muhammad Yunus, de Bangladesh.

O banco forneceu empréstimos a seus cidadãos e sugeriu que seus clientes subscrevessem suas “16 Decisões”, que é uma lista básica de maneiras pelas quais os pobres podem melhorar suas vidas. Em 2006, o Grameen Bank e Yunus receberam o Prêmio Nobel da Paz por seus esforços no desenvolvimento do sistema de microfinanças. Além disso, a SKS Microfinance da Índia cresceu e se tornou uma das maiores operações de microfinanças do mundo. Foi criado em 1998 e funciona de forma semelhante ao Grameen Bank.

Agora, com o microfinanciamento, pequenas empresas e pessoas no mundo em desenvolvimento têm recursos significativos que podem sustentar sua subsistência.

Como funciona o microfinanciamento

As microfinanças envolvem microcréditos, micropoupanças e microsseguros. As instituições de microcrédito fornecem aos proprietários de pequenas empresas os empréstimos de que precisam para dar o pontapé inicial em seus negócios. Além disso, envolve ajudar os cidadãos empobrecidos, fornecendo-lhes o capital necessário para iniciar um negócio e alcançar a independência financeira. Esses empréstimos são concedidos ao mutuário em uma bandeja de ouro, pois não exigem garantias. No entanto, o banco tem que garantir seu dinheiro, portanto, as taxas de juros são mais altas.

Muitos dos beneficiários de um empréstimo de microcrédito estão em países em desenvolvimento e podem não ter conseguido obter um empréstimo tradicional. Assim, apesar de excluídos dos serviços bancários, aqueles que têm baixa renda ainda tentam fazer tentativas de poupar, tomar empréstimos ou adquirir crédito ou seguro. Conseqüentemente, eles recorrem à família, amigos ou mesmo a agiotas para obter ajuda. Isso faz do microcrédito o herói do dia.

ARTIGO RELACIONADO: EMPRÉSTIMO DE MICROFINANÇAS: PRINCIPAIS ESCOLHAS DO COVID-19 E COMO SE APLICAR (+GUIA RÁPIDO)

O que é o Microcrédito Empréstimo?

O microfinanciamento é um método de fornecer aos proprietários de pequenas empresas e empreendedores nas regiões empobrecidas da Índia empréstimos, crédito, seguro, acesso a contas de poupança e transferências de dinheiro. Pessoas sem acesso a esses recursos financeiros convencionais são as que se beneficiam do microcrédito.

Qual é o Limite Máximo de Empréstimo em Microfinanças?

O termo “empréstimo de microcrédito” será doravante usado para descrever empréstimos sem garantia feitos a famílias com renda familiar anual de até Rs 3 lakh.

Posso obter um empréstimo de um banco de microcrédito?

Para quantidades de empréstimo maiores, visite a seção PME. Atualmente, os empréstimos estão disponíveis na faixa de N15,000 a N5,000,000, com duração máxima de 18 meses. * Para microcréditos, os clientes recorrentes podem solicitar até N5,000,000.

Quanto tempo leva para obter um micro empréstimo?

Deve levar pelo menos duas a três semanas para ser concluído. Pense em opções adicionais de financiamento rápido de negócios se precisar de financiamento mais cedo.

Importância das Microfinanças

O papel das microfinanças em cidadãos de baixa renda não pode ser subestimado. Abaixo está a importância das microfinanças.

  • As microfinanças fornecem recursos e acesso ao capital para aqueles com status de baixa renda. Esses recursos incluem; contas correntes, empréstimos ou linhas de crédito.
  • Ele fornece um empréstimo sem garantias para pessoas financeiramente carentes. Oferece o mínimo de burocracia e um procedimento sem estresse, o que o torna perfeito para captação de recursos.
  • Em caso de emergência, o microfinanciamento facilita o desembolso de empréstimos.
  • As microfinanças fornecem os fundos necessários para iniciar um negócio e torná-lo lucrativo a longo prazo.
  • Ele ajuda as pessoas a atender suas necessidades financeiras, fornecendo serviços inigualáveis ​​quando se trata de empréstimos ou crédito.

Modelos de microfinanças

De acordo com o CFI, dois modelos descrevem como as microfinanças são operadas. Eles incluem;

  • Os serviços bancários para empreendedores individuais e pequenas empresas giravam em torno de serviços bancários baseados em relacionamentos.
  • Serviços para um grupo, onde vários indivíduos se reúnem para formar um grupo para solicitar coletivamente um empréstimo.

Ao solicitar microcrédito, os indivíduos podem não obter um grande empréstimo, portanto, eles podem decidir se unir e formar um grupo para se qualificar para um empréstimo maior.

ARTIGO RELACIONADO: Finanças de desenvolvimento: práticas recomendadas fáceis para escalar qualquer negócio (+ cursos detalhados)

Prós e Contras das Microfinanças

Muitas pessoas dizem que o microfinanciamento é muito benéfico, pois oferece oportunidades financeiras para aqueles em países subdesenvolvidos ou com níveis socioeconômicos mais baixos.

Outro benefício do microcrédito é que ele encoraja as pessoas a serem financeiramente independentes e lhes dá resiliência financeira para poderem cobrir grandes despesas imprevistas.

Além disso, as microfinanças ajudam a fornecer serviços financeiros àqueles em locais remotos onde as instituições financeiras tradicionais não operam. Finalmente, as microfinanças podem incentivar a atividade empreendedora e o desenvolvimento de negócios em áreas atingidas pela pobreza.

Apesar dessas vantagens, as Microfinanças ainda apresentam algumas desvantagens. Uma delas é que pode tirar vantagem daqueles em situação econômica difícil, uma situação semelhante aos agiotas.

Alguns empréstimos de microfinanças podem incluir juros que podem chegar a 30% ou até mais. Além disso, de acordo com vários estudos, os beneficiários de empréstimos de microfinanças não perceberam uma melhora em sua renda líquida anual.

Quem se beneficia com o microfinanciamento?

Embora as microfinanças tragam grandes benefícios para os Estados Unidos, certamente ainda beneficiam os países em desenvolvimento. Por exemplo, telefones celulares estão sendo usados ​​como uma forma de levar serviços financeiros, como microempréstimos, para aqueles que vivem no Quênia.

Também fez progressos nos Estados Unidos, onde empreendedores emergentes sem garantias podem fazer empréstimos de menos de US$ 50,000 para impulsionar seus empreendimentos comerciais.

As microfinanças também libertam as mulheres da pobreza. Muitas vezes, os empréstimos podem ser tão pequenos quanto $ 60. Por exemplo, uma jovem mãe solteira do Paraguai aproveitou esse pequeno investimento de US$ 60 para abrir uma barraca de empanadas e lanches. Ela continuou construindo seu negócio, pagando esse empréstimo e contratando empréstimos maiores para comprar um prédio para seu estande, completo com geladeira e casa anexa para sua família. Isso mostra a importância das microfinanças para as mulheres.

As mulheres são as mais beneficiárias de empréstimos de microfinanças, representando até 80% dos empréstimos em 2018, de acordo com o Barômetro de Microfinanças de 2019. Além disso, um grande número de mulheres que solicitam esses empréstimos vive em áreas rurais com recursos limitados.

De acordo com o Barômetro de Microfinanças, o setor de microfinanças também está crescendo rapidamente. Em 2018, havia 139.9 milhões de tomadores de microfinanças, totalizando US$ 124 bilhões em empréstimos. A Índia foi responsável pela maioria desses empréstimos, seguida por Bangladesh e Vietnã.

VEJA TAMBÉM: EMPRÉSTIMOS ONLINE: MELHOR OPÇÃO PARA PROCURAR (+ GUIA DE COMO SOLICITAR)

Empréstimo Bancário de Microfinanças

As instituições de microfinanças operam principalmente para conceder empréstimos a pequenas empresas para melhorar a operação.

Os empréstimos estão disponíveis para ajudá-lo a crescer e manter seu negócio. O tipo de empréstimo que você recebe depende da sua necessidade financeira.

Os diferentes tipos de empréstimos obtidos são;

  • Empréstimo Individual
  • Empréstimo do Grupo
  • Empréstimo de Melhoria Escolar
  • Empréstimo para taxas escolares
  • Empréstimo para Pequenas Empresas
  • Empréstimo Financeiro de Ativos
  • Empréstimo de capital de giro
  • Empréstimo ao Consumidor

Instituições de Microfinanciamento

Uma instituição de microfinanças é uma organização que presta serviços financeiros para Micro Pequenas e Médias Empresas.

Essas instituições operam mais em países em desenvolvimento e variam em tamanho e escopo. Normalmente, eles começam como uma organização não governamental (ONG) com foco em conceder empréstimos a pessoas físicas, antes de se transformarem em bancos, oferecendo serviços financeiros completos.

Muitas vezes, as instituições de microfinanças concedem empréstimos a pequenos grupos de pessoas que são solidariamente responsáveis ​​pelo pagamento da dívida.

A taxa de retorno de microempresários para instituições de microfinanças é de impressionantes 95-98%.

Na Nigéria, existem mais de 1000 bancos de microfinanças oficialmente registrados. Aqui está uma lista dos melhores.

ARTIGO RELACIONADO: Empréstimos: principal oportunidade de financiamento em 2022 (guia de aplicação detalhado)

  • ADDOSSER Microfinance Bank Limited
  • Banco de Microfinanças LAPO
  • Mainstreet Microfinance Bank Nigéria
  • Banco de Microfinanças Accion Limited
  • AB Microfinance Bank Nigéria
  • Banco de Microfinanças Fina Trust
  • Confiança Mútua de Microfinanças
  • FINCA Microfinanças
  • Fortis Microfinance Bank Plc
  • Banco de Microfinanças Rehoboth
  • Banco de Microfinanças Nirmal

Vejamos dois dos melhores.

#1. Banco de Microfinanças LAPO

O banco de microfinanças LAPO é uma das instituições de microfinanças de sucesso na Nigéria. Com mais de 30 anos de experiência, o banco de microfinanças LAPO desenvolveu um nome próprio em cidades como Oyo, Kwara, Lagos e Ogun State.

Em 2010, o LAPO MFB obteve aprovação do Banco Central da Nigéria (CBN) para operar como um banco de microfinanças regulamentado.

Mais ainda, o banco visa desenvolver pequenas empresas em negócios lucrativos na Nigéria. Assim, oferece aos empresários empréstimos de dinheiro e serviços de microfinanças excepcionais.

O LAPO MFB oferece empréstimos não garantidos de até NGN 500,000 para pequenas empresas e NGN 5,000,000 para pequenas e médias empresas.

#2. Banco de Microfinanças Nirsal

O banco Nirsal Microfinance é uma instituição licenciada pela CBN que oferece facilidades de crédito para muitos propósitos na Nigéria. Esses objetivos incluem empréstimos agrícolas, microcréditos, empréstimos a PMEs e financiamento de ativos. 

A Nirsal oferece empréstimos de pequena e grande escala a taxas competitivas. O pacote de empréstimo que você escolhe depende da sua condição financeira.

Mais ainda, para aceder a qualquer forma de empréstimo no banco Nirsal, deverá possuir os seguintes documentos;

  • Carta de emprego
  • Carteira de identidade da equipe
  • Folha de pagamento
  • Outras formas de identificação (bilhete de identidade nacional, passaporte internacional, etc.)
  • Conta de serviço público
  • Fotografias de passaporte 2
  • Forma de garantia
  • 6 meses de extrato da conta bancária.
  • Carta de confirmação de nomeação/emprego.
  • Cada débito direto é colocado na conta do cliente.
  • Execução de formulário de indenização por cheque inválido.
ARTIGO RELACIONADO: Microempréstimos: guia para ajudá-lo a tomar decisões informadas (+ Tudo o que você precisa)

Fatores a considerar antes de solicitar empréstimos de microfinanças na Nigéria

Ao solicitar um empréstimo na Nigéria, é importante observar alguns fatores. Em primeiro lugar, é que o prazo de um empréstimo depende do tipo de empréstimo. E esse mandato pode variar de 1-3 meses, 4-6 meses e 4-12 meses, respectivamente. 

O prazo máximo de vencimento é de 18 meses. E isso só se aplica a empresas que recebem empréstimos no valor de até 5 milhões de nairas.

Além disso, a taxa de juros para empréstimos de microfinanças varia de 5% a 6%, dependendo do tamanho do empréstimo.

Em seguida é que o cliente deve ter pelo menos 6 meses de uma conta bancária ativa e atendida. Isso prova a lealdade ao banco até certo ponto.

Novamente, você teria que separar sua conta da sua conta comercial para facilitar a prestação de contas.

Em geral, sua empresa deve estar ativa há pelo menos um ano.

Como solicitar um empréstimo de microfinanças na Nigéria

Para solicitar um empréstimo de microfinanças na Nigéria, você deve visitar a instituição de microfinanças de sua escolha com os seguintes documentos;

  • Formulário de pedido de empréstimo
  • Excelente proposta de negócios (para PMEs)
  • Carta de solicitação (para pessoas físicas)
  • Meios de identificação válidos (carteira de identidade nacional, passaporte internacional, carteira de motorista)
  • Cópia da conta de luz recente
  • Fotos recentes de passaporte 4
  • Evidência da localização da empresa

Os microempréstimos são fáceis de obter?

Com um empréstimo convencional, você geralmente precisará dar ao credor uma quantia considerável de garantia. Como exigem pouca ou nenhuma garantia, os microempréstimos são mais simples de obter.

Que tipo de empréstimo é mais fácil de conseguir?

Os empréstimos mais fáceis de obter aprovação provavelmente seriam empréstimos salariais, empréstimos de título de carro, empréstimos de casa de penhores e empréstimos pessoais a prestações. Estas são todas as soluções de caixa de curto prazo para os tomadores de crédito ruim em necessidade. Muitas dessas opções são projetadas para ajudar os mutuários que precisam de dinheiro rápido em momentos de necessidade.

Conclusão

Embora o microfinanciamento esteja acontecendo desde a década de 1970, agora é muito mais relevante para investidores, profissionais de finanças e indivíduos. As instituições de microcrédito serviram como agentes de desenvolvimento econômico ao longo dos anos. E isso se deve ao seu principal objetivo de negócios, que é conceder empréstimos aos empresários para aprimorar as operações.

Espero que você ache este post útil.

Tudo de bom!

Artigo relacionado

Referência

0 ações:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar