Um guia de 5 etapas para iniciar um negócio em 2023

Abrir seu próprio negócio é um marco significativo para todo empreendedor. E se você conversar com alguns empresários que já estão fazendo um nome para si mesmos e uma marca no setor, eles dirão que não foi fácil começar seus negócios do zero. Eles provavelmente dirão que foi preciso muito aprendizado e desaprendizagem para chegar onde estão em termos de negócios.

E suponha que você seja um empreendedor iniciante querendo ter seu próprio negócio, que pode estar se perguntando como fazer isso. Essencialmente, o processo pode ser empolgante e esmagador, desde refinar seu plano de negócios até resolver questões legais, como uma licença ou alvarás e a necessidade de obter número de identificação fiscal.

Com isso em mente, este artigo tem como objetivo delinear insights e etapas a serem seguidas ao iniciar seu negócio. Leia para saber mais.

# 1. Tenha uma ideia de negócio

O conceito ou ideia para o seu negócio serve como o núcleo do seu negócio e como ele irá crescer e se desenvolver. E com isso, defina o tipo de negócio que você planeja criar e lançar primeiro. Por exemplo, você está procurando vender produtos ou mercadorias? Ou talvez, sua empresa estará oferecendo serviços?

Além disso, aqui estão alguns aspectos de negócios que você pode começar a analisar ao refinar sua ideia de negócio: 

# 2. Produtos ou serviços

Você pode listar o que sua empresa vai oferecer especificamente para o mercado. Por exemplo, se o seu negócio é sobre comida, você pode ser mais específico sobre o tipo de comida ou culinária que servirá. E, por outro lado, se sua empresa oferece serviços, decida em qual nicho você estará focando.

  • Mercado alvo

Para quem você está vendendo? Embora você ainda não precise determinar quem será o mercado do seu negócio, definir isso com antecedência pode ajudá-lo a avaliar se há um mercado potencial para o seu negócio ou não. Também permite que você saiba com quais empresas estará competindo.

  • Localização

Depois de ter uma ideia de que há uma oportunidade para o seu conceito de negócio, você pode começar a procurar possíveis locais onde possa se instalar. Alternativamente, esta etapa também pode permitir que você avalie a necessidade de um escritório físico ou se uma plataforma digital seria suficiente.

  • Nome da empresa

Um nome comercial é essencial, pois é como o público se referirá a você. Há muitas maneiras de criar um nome de empresa, mas há algumas coisas que você precisa considerar durante esse processo. 

Aqui estão algumas considerações:

  1. O nome da empresa deve ser fácil de lembrar. Você não quer que seus potenciais clientes tenham dificuldade em reter seu nome e, ainda assim, lembrar de sua empresa ao fazer recomendações ou indicações. Uma boa dica a ser observada é escolher um nome que as pessoas possam pronunciar e soletrar facilmente. 
  2. O nome da empresa deve ser exclusivo, o que significa que nenhuma outra empresa usa ou tem semelhança com ele, especialmente o de seu concorrente. Dessa forma, você pode evitar confusão e possíveis ações judiciais por violação de marca registrada.
  3. O nome da empresa deve ser simples e, ao mesmo tempo, refletir sua marca. Isso pode resultar em uma campanha consistente de branding e marketing, pois também promove o que você está oferecendo e a qualidade do seu negócio. 
  • Anote seu plano de negócios

Agora que você definiu a base para o seu negócio, é hora de elaborar seu plano de negócios. Seu plano de negócios envolve como você planeja executar suas operações em todos os aspectos. Ele deve conter uma descrição detalhada do seu nicho de negócios, produtos ou serviços e mercado-alvo. 

Sua estrutura de gerenciamento e operações e plano financeiro também devem fazer parte de seu plano de negócios, incluindo como você planeja comercializar seus negócios e como expandir no futuro. Além disso, você também pode incluir uma análise de mercado de seus concorrentes. Isso inclui informações sobre o que eles fornecem ao mercado, como executam suas operações, etc. 

Um dos benefícios de escrever seu RH e de plano de negócios simples, é fornecer um ponto de referência sobre como as coisas devem funcionar caso você encontre um soluço durante suas operações. Isso ajudará você a permanecer no caminho certo para garantir o sucesso do seu negócio. 

Um plano de negócios escrito também mostra aos potenciais investidores que você sabe o que está fazendo e que é organizado. Isso pode ajudar a incentivá-los a investir em seu negócio, o que pode ser vantajoso ao procurar opções de financiamento para seu novo negócio.

# 3. Registre sua empresa

Sua empresa só existirá depois de registrá-la nos órgãos reguladores relevantes. Mas antes de fazer isso, primeiro você precisa identificar a estrutura na qual você administrará seu negócio. Por exemplo, você pode administrar seu negócio como uma empresa individual, parceria, corporação ou empresa de responsabilidade limitada. Cada um deles tem suas vantagens e desvantagens; portanto, compreenda-os antes de escolher. 

Ao fazer sua pesquisa, concentre-se na proteção de responsabilidade, no valor dos impostos que você pagará e nas restrições de operação. Por exemplo, suponha que você decida administrar sua empresa como um único proprietário. Nesse caso, se você entrar em uma ação judicial, os tribunais podem apreender seus bens pessoais e comerciais. O mesmo não pode ser dito com uma sociedade de responsabilidade limitada (LLC). Com uma LLC, seus bens pessoais estão protegidos; os tribunais só podem apreender seus ativos comerciais. 

Depois de identificar e registrar sua empresa e seu nome, você precisará se inscrever para obter os números de identificação fiscal federal ou o número de identificação do empregador (EIN) e o número fiscal estadual. Essencialmente, ambos os IDs são o que você usará ao pagar os impostos da sua empresa.

# 4. Adquirir Permissões

Mesmo depois de passar por todos os procedimentos de registro do seu negócio, você não pode começar a executá-lo sem as devidas autorizações. E com isso, faça questão de visitar os escritórios municipais locais e se informar sobre os requisitos necessários para obter uma licença comercial e alvarás. 

Com base no seu tipo de negócio e suas operações, eles irão aconselhá-lo adequadamente. Depois de adquiri-los e pagar as taxas necessárias, a maioria dos estados exigirá que você exiba esses documentos em um local aberto em sua empresa. 

Além disso, também é importante perguntar com que frequência você precisará renovar as licenças e autorizações e o valor a pagar. Com essas informações, você pode evitar situações em que enfrentará multas ou fechamento de negócios por não conformidade. Você também saberá como planejar suas finanças para não perder os prazos de pagamento.

# 5. Compre as ferramentas necessárias

Administrar um negócio exige que você esteja equipado com as ferramentas certas para poder executar várias tarefas e funções com eficiência. E geralmente, isso depende de suas operações comerciais.

Para começar, é recomendável adquirir hardware que inclua computadores, laptops, impressoras, scanners, etc. Considere também adquirir softwares relevantes para o seu nicho. Com a crescente necessidade de garantir a satisfação do cliente, executar as coisas com eficiência é essencial. 

A aquisição dessas ferramentas pode ajudá-lo a obter a eficiência necessária para atrair e reter clientes. No entanto, é bom ressaltar que você não precisa necessariamente adquirir todas essas ferramentas de uma só vez. Finanças pode ser um problema quando você começa. Portanto, adquira primeiro os básicos, como computadores, que você não pode prescindir. Você pode adquirir os outros com o tempo à medida que começa a fazer vendas.

Conclusão

Começar um negócio pode parecer difícil, especialmente se você não sabe por onde começar e o que fazer. No entanto, com este artigo, você pode deixar suas preocupações de lado. Este guia pode ser um começo para ter um momento tranquilo e fácil de lançar seu negócio. 

0 ações:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar